Mas vai dar trabalho...

Quantas vezes você já ouviu alguém falando que queria muito fazer alguma coisa, mas que iria dar trabalho e por isso não valia a pena fazer? Quantas vezes você já disse que ia começar a ter um novo hábito, mas pensou que iria dar muito trabalho e desistiu? A lista de situações assim é grande, quer um exemplo (espero que sim, porque darei exemplos de qualquer jeito…)? Começar uma atividade física, trocar de emprego, fazer aquele curso que tem vontade, procurar um outro cantinho para morar, arrumar a roupa passada e por aí vai…

E não se sinta mal por isso, somos seres humanos e às vezes (muitas) podemos ser preguiçosas e procrastinadoras. Acredite em mim, você não está sozinha nesse time! A questão aqui é você se perguntar:

O que significa “dar trabalho” para você?

Quer dizer que você vai gastar muito tempo naquilo? Quer dizer que você vai ter que sair da sua zona de conforto? Quer dizer que você terá que deixar de fazer outras coisas mais prazerosas? Ou então que há outras prioridades na sua vida?

Se você me falar que está deixando de fazer alguma coisa porque tem outras prioridades, beleza! Você está no seu direito! Às vezes, você está deixando de fazer aquele curso porque está juntando dinheiro para abrir o seu negócio ou não está organizando os seus e-mails porque está focada em entregar um projeto. Essas coisas acontecem…

Mas e quando dar trabalho é sinônimo de sair da zona de conforto? Ou porque você acha que irá gastar muito tempo com aquilo? Nesse caso, você continua estando no seu direito maaaaas eu sugiro fortemente que você pare e pense no que a fuga do “dar trabalho” está influenciando a sua vida.

Para isso, eu sugiro que você se faça as seguintes perguntas:

* Se você tiver o trabalho, quais benefícios isso trará para a sua vida?

*Qual a sua principal motivação para topar essa saga que dá trabalho? E entenda motivação aqui como o motivo para ação do que você está pensando em fazer, ok?

*O que você está perdendo continuando do jeito que está?

*O que você está ganhando para ficar do jeito que está e fugir do trabalho?

A partir das suas respostas fica mais fácil de avaliar se vale a pena o trabalho que você terá ou não. Se a motivação para entrar nessa empreitada não for suficiente, não vale a pena mesmo. Se for suficiente, se os ganhos forem maiores do que as perdas, mude a perspectiva do “dar trabalho”. Veja isso como parte de uma decisão pessoal que está alinhada com quem você quer se tornar ou aonde você quer chegar.

Muitas vezes essa clareza da motivação faz com que você arranje a força de vontade para se aventurar naquilo que te dará o tal trabalho. E por outro lado, a clareza da falta de motivação pode fazer com que você se livre da culpa também por não estar nessa jornada. E, convenhamos, quem quer viver com sentimento de culpa?

E agora? O que vai te dar trabalho mas que vai valer a pena mesmo assim?

Mas vai dar trabalho…
Tags:             

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *