Malala

Você já ouviu falar na Malala? Muito provavelmente, sim! Ela ficou famosa quando sofreu um atentado pelo Talibã. Malala já tinha lançado um livro contando a sua história, mas agora podemos nos familiarizar mais com ela através desse documentário

Quem é Malala?

Malala é uma ativista paquistanesa que luta por direitos humanos e, principalmente, pelos direitos de meninas aos estudos. Ela sofreu um atentado do Talibã quando voltava da escola, em 2012. Nessa época ela tinha apenas 15 anos.

Ela sobreviveu ao tiro que a atingiu na cabeça e se mudou para a Inglaterra. Desde então vem fazendo um trabalho de defesa ao acesso de meninas à educação, criou sua própria fundação e ganhou o prêmio Nobel da Paz em 2014.

Malala

O que eu achei?

Até então, eu não sabia muita coisa sobre a Malala e não tinha lido o livro. Então, o documentário foi o meu primeiro contato mais próximo, digamos assim, com ela.

Acho que o documentário é uma aula sobre ter coragem, enfrentar o nosso medo e persistirmos em relação ao que acreditamos. Claro que a proposta da Malala é algo grandioso e extremamente nobre. No entanto, acho que é possível adaptarmos isso para a nossa realidade, nossa luta diária e ao que acreditamos.

Outro ponto que achei bem interessante do documentário é o exercício de empatia que ele nos provoca. Empatia quando a Malala diz que tem dificuldade para se sentir pertencente a sua nova escola, empatia quando você vê a situação de guerra que diversas pessoas passam, empatia ao ver a realidade de vida de uma cultura totalmente diferente com a nossa e por aí vai.

Em certo momento do documentário, é mostrada uma parte em que pessoas se indagam e questionam se a Malala não é uma jogada de publicidade. Ou se ela não é um fantoche do pai. Ou de qual a real relevância dela para o mundo. E eu acabei por me perguntar isso também. A questão é, ao meu ver, podem falar o que quiserem, mas que a menina precisou de uma dose extraordinária de coragem para persistir, isso ela precisou.

Depois desse documentário, eu realmente acredito que a Malala seja uma inspiração para não calarmos as nossas vozes e irmos atrás daquilo que acreditamos que seja importante!

Você já viu esse documentário?

[Vale a pena ver] Malala
Classificado como:            

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Coaching e Psicologia para Mulheres