Aquele primeiro passo...

Cara pessoa que me lê, responda-me uma coisa, por acaso você é tomada por pensamentos do tipo que ainda não é o bastante? O que você não tem o suficiente para alguma situação?

“Como assim, Ana?”

Por exemplo, você acha que não é boa o bastante? Que não é inteligente o bastante? Ou que não tem tempo suficiente? Ou talvez que não tenha dormido o suficiente?

Não sei você, mas eu muitas vezes já fui tomada por pensamentos assim.  A gente acaba gastando muito tempo reclamando e nos preocupando com o que não temos em quantidade suficiente. Seja as horas de sono, o dinheiro, a experiência, roupas, etc.

Com isso, acabamos no sentindo um pouco inadequadas ou em dívida, não? Achamos que nunca está bom. E acabamos nos prendendo a uma imagem de perfeição que dificilmente será alcançada.

No entanto, toda vez que eu falo desse assunto eu penso em dois possíveis erros que podem acontecer. O primeiro é o erro de acharmos que o correto é fazer as coisas de qualquer jeito e nos acomodarmos, nunca querendo melhorar. E o segundo erro é pensar que, na verdade, temos que tomar muito cuidado com qualquer coisa que façamos porque se não estiver perfeito isso será um carma e atestado de fracasso para nós a vida inteira.

Bom, eu sempre sou a favor do meio termo. Sabe aquela frase que feito é melhor do que perfeito? Então! É claro que não devemos ser acomodadas e que é natural do ser humano querer se desenvolver (eu realmente acredito nisso!). Justamente por isso que não podemos nos paralisar pela ideia de que não temos o suficiente. Ou pior, que não somos o suficiente.

O que eu quero propor aqui é que a gente mude o nosso pensamento para o que eu tenho/sou, hoje, é o suficiente. Provavelmente, não será o ideal. Provavelmente, não será perfeito, mas é o suficiente para dar aquele primeiro passo.

Para começar aquela atividade física, você não precisa fazer duas horas de exercício por dia. Você pode começar com meia hora em 3 dias da semana, se é isso que você tem disponível. Para começar a trabalhar como Coach, você não precisa comprar uma sala para atender. Você pode fazer os seus atendimentos por Skype. Para começar uma carreira nova, você não precisa se arriscar pedindo demissão do antigo trabalho sem saber ao certo onde quer trabalhar. Você pode ir testando novas opções no seu tempo livre, até saber ao certo o que deseja fazer.

Entendeu o espírito da coisa? Não precisamos ser tudo ou nada. Podemos achar aquele meio termo. Podemos dar o primeiro passo com aquilo que temos e somos naquele momento. E isso não quer dizer que somos medíocres ou sem valor. Isso quer dizer que estamos nos movimentando, testando e nos arriscando para um dia, quem sabe, chegar naquele ponto que tanto almejamos.

Agora, me diga, qual primeiro passo você pode dar agora?

Aquele primeiro passo…
Tags:         

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.